Home > Releases > Segurança > Dezembro Laranja: Motoristas estão expostos a riscos de câncer de pele

Dezembro Laranja: Motoristas estão expostos a riscos de câncer de pele

Quinta-Feira, 7 de Dezembro de 2017

Viajar em dias quentes requer cuidados com a pele, especialmente para os motoristas profissionais que trafegam pela estrada por mais tempo. A exposição aos raios solares é um fator de risco e aumenta as chances de câncer de pele, que tem 176 mil novos casos diagnosticados a cada ano no Brasil, segundo o Inca – Instituto Nacional de Câncer. A CART – Concessionária Auto Raposo Tavares, em apoio ao Dezembro Laranja, período que a SBD – Sociedade Brasileira de Dermatologia – dedica para reforçar a importância da prevenção e diagnóstico da doença, traz dicas aos motoristas de como se proteger no trânsito nos horários de sol.

A fotoproteção é a forma mais eficaz de prevenir o câncer, e um dos métodos mais comuns e eficientes é a aplicação do filtro solar com fator de proteção (FPS) de, no mínimo, número 30. Outra dica é usar roupas que cubram os braços e óculos escuros. A hidratação, especialmente nos horários de maior insolação, entre as 10h e 16h, também é importante.

Dirigir entre 10h e 16h, período comum de atividade para motoristas profissionais, produz efeitos pelo pico de radiação solar, como queimaduras e alergias na pele. Ao longo dos anos, essa exposição pode provocar envelhecimento precoce, causado pela lesão das fibras elásticas da pele, e câncer. Os primeiros sinais de danos à pele são ardência, vermelhidão e descamação.

Muitas horas atrás do volante podem ocasionar câncer de pele, conclui estudo da Universidade de Saint Louis, nos Estados Unidos. A pesquisa descobriu que o câncer ocorria principalmente no lado do rosto mais próximo da janela do motorista. Em 2012, a foto de um caminhoneiro que dirigiu por quase três décadas sem se proteger da ação do tempo repercutiu no mundo inteiro. O retrato mostra que o lado esquerdo da face envelheceu severamente por exposição intensa aos raios solares.

De acordo com a Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), os profissionais do transporte, seja de veículos leves ou pesados, estão ainda mais expostos aos efeitos nocivos da radiação solar e do calor produzido nas cabines pelos motores. Sem os cuidados devidos, problemas de saúde podem ser irreversíveis. Apesar de não haver um estudo específico sobre a falta de cuidados de motoristas que têm ampla exposição ao sol, a SBD estima que cerca de 70% desse público não cuide da pele.

“A radiação solar e o aquecimento ambiental produzido por motores está associado a outras duas doenças, que são a insolação e a intermação. Reforçamos sempre nas ações com motoristas profissionais, realizadas ao longo do Corredor Raposo Tavares, da importância de se hidratar nas longas jornadas. Nas rodovias administradas pela CART, as bases do Serviço de Atendimento ao Usuário [SAUs] oferecem bebedouros com água gelada e toda infraestrutura para o descanso rápido, indispensável nos horários de maior temperatura”, ressalta Nivaldo Bautz, engenheiro de Segurança do Trabalho da CART.

Calor
Ao dirigir um veículo que estava estacionado sob o sol, o recomendável, para diminuir o impacto de temperaturas elevadas, é abrir as portas e deixar o ar externo circular por cinco minutos pelo menos antes seguir o caminho. O calor dentro do veículo também é capaz de agredir a pele.

Um erro comum é ligar o ar-condicionado logo ao entrar no veículo quente. O ideal é conduzi-lo com os vidros abertos para a troca de ar. Em trajetos curtos, a dica é desligar o ar pouco antes de sair do veículo e andar com os vidros abertos, para evitar choque térmico.

Serviço de Atendimento ao Usuário
Se precisar fazer uma parada rápida ou de atendimento, a CART oferece gratuitamente água fresca e banheiro para os amigos da estrada nas bases de apoio ao longo do Corredor Raposo Tavares. Ao todo, são 12 pontos do SAU - Serviço de Atendimento ao Usuário. A base dispõe ainda de fraldário e sistema de informações que funciona 24 horas. Agora, o usuário conta também com conexão Wi-fi gratuita nestes postos.

Os SAUs também servem como base para as equipes de inspeção rodoviária, guinchos, ambulâncias e para os profissionais das equipes de resgate da Concessionária. As bases estão distribuídas estrategicamente de maneira a garantir o pronto atendimento aos usuários.

Confira a localização dos SAUs no Corredor Raposo Tavares:

SP 225 - Rodovia João Baptista Cabral Rennó

SAU-01 249+300 – Piratininga – Oeste

SAU-02 282+100 – Paulistânia - Leste

SAU-03 315+460 – Santa Cruz do Rio Pardo – Leste

 

SP 270 - Rodovia Raposo Tavares

SAU-04 385+100 – Salto Grande - Oeste

SAU-05 416+40 – Palmital - Leste

SAU-06 450 – Assis - Oeste

SAU-07 481+700 – Paraguaçu Paulista - Oeste

SAU-08 509+270 – Rancharia - Oeste

SAU-09 545+500 – Regente Feijó - Oeste

SAU-10 575+800 – Álvares Machado - Oeste

SAU-11 601+340 – Santo Anastácio - Leste

SAU-12 636+600 – Caiuá – Oeste

A CART, uma empresa Invepar Rodovias, administra o Corredor CART, que é formado pelas rodovias SP-225 João Baptista Cabral Rennó, SP-327 Orlando Quagliato e SP-270 Raposo Tavares, no total de 834 quilômetros entre Presidente Epitácio e Bauru, sendo 444 no eixo principal e 390 quilômetros de vicinais. A segurança dos usuários é um compromisso da Concessionária. Em 2016, a CART registrou 16,23% menos acidentes nas rodovias sob sua concessão em relação ao ano anterior e, no mesmo período, queda de 33,3% em vítimas fatais, antecipando os objetivos determinados como meta pela Década Mundial de Redução de Acidentes. A CART está entre as 10 melhores Concessionárias de Rodovias do Estado de SP, ocupando a sexta posição no ranking divulgado pela ARTESP - Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo que regulamenta e fiscaliza o Programa de Concessões Rodoviárias do Governo do Estado de São Paulo.

ultimos-releases